Petrunya despe-se perante a mãe e diz-lhe: “Mãe, olha para mim. Eu saí da tua vagina. Achas que sou feia?”. Tem 32 anos de idade, mora com os pais, na pequena cidade de Stip, na Macedónia. É considerada gorda, feia, mal apresentada e está desempregada apesar da sua licenciatura em história. Não manifesta apreço por religião e defende a integração dos ideais comunistas nas estruturas democráticas.