Os tempos mais recentes têm-nos oferecido muitos exemplares de literatura distópica. Mas, considerando os ventos que correm, seria bom que surgissem novos propostas de organização sócio-política assentes no direito de todos a uma vida feliz.

A gula é seguramente o mais simpático dos pecados. Ninguém tem qualquer pejo em se apresentar como guloso, ainda que o dicionário de sinónimos faça corresponder a essa palavra termos como “ansioso, ávido, sôfrego, lambão” ao lado de expressões como “apetitoso, bom, saboroso, desejoso”.

A Ligação por Luís Ramos.
O fascínio pelo Universo é ancestral, pois desde tempos imemoriais a humanidade admira o céu, procurando compreendê-lo e explicá-lo. A cosmogonia e o alicerçar das ideias sobre o Universo tem registos desde a Antiguidade, nas civilizações da Mesopotâmia: na Suméria, com a Epopeia de Gilgamesh, e na Babilónia, com o mito da criação de Enuma Elish – A Epopeia da Criação.