Antes de introduzir o artista que é o tema deste texto, peço aos leitores da Epulata que façam um rápida pesquisa no Google, como imagino que a maior parte das pessoas fazem quando se deparam com um nome ou um tópico que não conhecem. Pesquisem: António Soares.