No passado dia 25 de Novembro começaram os mercados de Natal (Weinachtsmärkte) na Alemanha, berço dos mesmos. Por cá também temos feiras, mercados e aldeias de Natal durante esta quadra, mas não são comparáveis.

E assim chega dezembro, o último mês de um ano que às vezes parece estar ainda a começar, tal não foi a rapidez com que passou por nós. Isso e a multiplicidade de acontecimentos, efeito agridoce de vivermos em tempos interessantes.

A recente série de polémicas envolvendo a deputada Joacine Katar Moreira teve o inesperado efeito de evidenciar interessantes e preocupantes dinâmicas no panorama politico-mediático português. Algumas serão fruto da sua introdução na nova disposição parlamentar, enquanto outras têm raízes em fenómenos que, em grande parte, fogem ao controlo da parlamentar.

Colin Vieira, bailarino, professor de dança e coreógrafo, nasceu no Funchal em 1988, e ainda era uma criança quando se encontrou, num pas de deux perfeito, com a dança.

A rainha, olhos castanhos aquosos e protuberantes, confessa-se incapaz de chorar e isso perturba-a. Rasgo a embalagem do pequeno chocolate recheado de caramelo e trinco-o. Falta geada àquele olhar.

A ralé, no sentido assegurado por Hannah Arendt, o refugo de todas as classes, se tornou a classe dos burocratas, são os nossos novos senhores. A ralé está no poder.

Vieram-me à memória, em torrente, imagens de mim pequena, em que aguardava a chegada da minha avó ao fim do dia a casa, com os seus bonitos saias-casaco e sapatos de salto alto.

A 20 de Setembro de 1519, Fernão de Magalhães partiu de Sevilha ao comando, sob a bandeira do rei de Espanha, da expedição marítima que efectuou a primeira viagem de circum-navegação ao globo.