A gula é seguramente o mais simpático dos pecados. Ninguém tem qualquer pejo em se apresentar como guloso, ainda que o dicionário de sinónimos faça corresponder a essa palavra termos como “ansioso, ávido, sôfrego, lambão” ao lado de expressões como “apetitoso, bom, saboroso, desejoso”.

A principal razão que me levou a estudar um semestre na Índia foi a necessidade de querer compreender e reconhecer aquela cultura e aquelas pessoas de uma forma não superficial, ou turística, se quisermos

O projecto europeu tanto nas suas falências como nos seus sucessos surge como o alvo ideal para intervenientes políticos disruptivos que tentem alterar o status quo. A natureza assumidamente cosmopolita de União Europeia em tudo se distancia do ideal nacionalista que proclama a Nação como o norte político a ser seguido.

Dizem que o primeiro número de uma revista é o mais difícil. “O que custa é começar!”, ouvimos. O arranque custa, é certo. Mas continuar na estrada também não é fácil. Por isso é tão especial para nós estarmos aqui com o segundo capítulo desta aventura. E ter-vos desse lado.

O Luís Ramos visitou a Casa-Museu Medeiros e Almeida, e encontrou, no seu interior, o lugar de um magnífico acervo, resultado de um cuidadoso coleccionismo a que se dedicou o empresário António de Medeiros e Almeida.
Leia porquê e deixe-se tentar aproveitando, já amanhã, as visitas guiadas gratuitas disponibilizadas no âmbito da iniciativa “Sábados no Museu”.