Continuamos a conversa com Filipe Carvalho. Nesta parte da entrevista, falámos do desafio de abrir um restaurante Martín Bersategui em Lisboa, de motivação, partilha de conhecimento, do que define a cozinha de Filipe, e do foco na satisfação do cliente. Também falámos do futuro.

Filipe Carvalho, reputado por muitos como “miúdo maravilha” da cena gastronómica nacional, nasceu numa família dedicada à restauração, começou a trabalhar com o tio numa pastelaria, abandonando o sonho de ser futebolista profissional para abraçar um outro: o de ser cozinheiro, percurso que tem trilhado de forma notável.

A gula é seguramente o mais simpático dos pecados. Ninguém tem qualquer pejo em se apresentar como guloso, ainda que o dicionário de sinónimos faça corresponder a essa palavra termos como “ansioso, ávido, sôfrego, lambão” ao lado de expressões como “apetitoso, bom, saboroso, desejoso”.

A principal razão que me levou a estudar um semestre na Índia foi a necessidade de querer compreender e reconhecer aquela cultura e aquelas pessoas de uma forma não superficial, ou turística, se quisermos

O projecto europeu tanto nas suas falências como nos seus sucessos surge como o alvo ideal para intervenientes políticos disruptivos que tentem alterar o status quo. A natureza assumidamente cosmopolita de União Europeia em tudo se distancia do ideal nacionalista que proclama a Nação como o norte político a ser seguido.