844 dias depois do seu início, a 15 de Fevereiro de 2017, chegou ao fim a mais ambiciosa empreitada de leitura a que alguma vez me propus: a leitura integral da “Comédia Humana” [La Comédie Humaine].

Grada Kilomba é escritora, psicóloga, teórica e artista interdisciplinar. A viver em Berlim há vários anos foi ali que publicou pela primeira vez o resultado da sua investigação, em 2008. Dez anos depois a obra conhece tradução portuguesa através da editora Orfeu Negro. Memórias da Plantação: Episódios de Racismo Quotidiano.

A minha infância foi bombardeada por imagens de África. A fome, a seca, as guerras civis, rostos de crianças esfomeadas. Foi a época do Band Aid, do “Do They Know It’s Christmas?”

Michel de Montaigne na Le Point A revista francesa Le Point costuma,frequentemente, publicar números especiais, dedicados aos grandes […]

As amizades masculinas eram limitadas por uma certa ambiência erótica, promessa realizada ou apenas sonhada. As mulheres eram rivais, divididas entre a admiração e a inveja.