O Luís Ramos visitou a Casa-Museu Medeiros e Almeida, e encontrou, no seu interior, o lugar de um magnífico acervo, resultado de um cuidadoso coleccionismo a que se dedicou o empresário António de Medeiros e Almeida.
Leia porquê e deixe-se tentar aproveitando, já amanhã, as visitas guiadas gratuitas disponibilizadas no âmbito da iniciativa “Sábados no Museu”.

Linn da Quebrada encerra BoCA 2019

No contexto ambicionado pela Bienal – o aludido investimento e difusão da diversidade, cultural e artística e integração e empoderamento de diferentes comunidades, minorias e etnias – não poderia ser mais apropriada a escolha de Linn da Quebrada para apresentar, acompanhada de DJs, vocalistas e bailarinos, o concerto de encerramento, amanhã, no Lux Frágil.

Uma questão de conveniência – Sayaka Murata Sayaka Murata é uma descoberta recente em matéria de letras orientais. […]

Diamantino ou o surrealismo agridoce “Diamantino”, a primeira longa de Gabriel Abrantes, co-realizada com Daniel Schmidt, estreia amanhã […]