Ana Luísa Janeira nasceu no Porto e é filósofa. Caracteriza-se como reflexiva e não especulativa e, talvez por isso, se tenha dedicado ao estudo e ensino da Filosofia das Ciências.
Foi ela quem escolheu o tema da nossa conversa: o “ideal” e como ele pode moldar o nosso quotidiano. O seu foi, desde cedo, ser uma viajante.

Colin Vieira, bailarino, professor de dança e coreógrafo, nasceu no Funchal em 1988, e ainda era uma criança quando se encontrou, num pas de deux perfeito, com a dança.

Patrícia Pinto é designer de moda, sendo o seu trabalho marcado pelos coloridos, mistura de influências e padrões de tecidos e malhas.
No seu bonito atelier, conversamos sobre os influxos no seu trabalho, desde a natureza impressiva das paisagens madeirenses, passando pelas técnicas manuais e ancestrais, até às mulheres na e da sua vida.

Gisela Casimiro conversou connosco a respeito do seu livro, “Erosão”, e dos seus muitos projectos artísticos
Mulher do seu tempo, reflexiva e frontal, falou-nos das questões que a inquietam e a movem e que se reconduzem, na essência, à condição humana.

Continuamos a conversa com Filipe Carvalho. Nesta parte da entrevista, falámos do desafio de abrir um restaurante Martín Bersategui em Lisboa, de motivação, partilha de conhecimento, do que define a cozinha de Filipe, e do foco na satisfação do cliente. Também falámos do futuro.

Filipe Carvalho, reputado por muitos como “miúdo maravilha” da cena gastronómica nacional, nasceu numa família dedicada à restauração, começou a trabalhar com o tio numa pastelaria, abandonando o sonho de ser futebolista profissional para abraçar um outro: o de ser cozinheiro, percurso que tem trilhado de forma notável.

À conversa com Mimi Tavares por Filipa Gonçalves

Mimi Tavares é pintora. Encontramos para conversar sobre o seu percurso, o seu processo criativo e do que é, afinal, ser um artista.