No radar

Coimbra em Blues

por Carla Coelho

Motivos para regressar a Coimbra não faltam. Passear pelas margens do Mondego, visitar o Museu Machado de Castro (que reabriu este ano após extensa renovação) ou a Biblioteca Joanina (reconhecida como uma das mais belas do mundo) são apenas alguns exemplos de entre muitos outros pontos de interesse. Um outro é o Festival Internacional de Blues de Coimbra, conhecido como Coimbra em Blues. O evento tem o seu ponto alto no próximo fim-de-semana, constituindo mais um pretexto para reencontrar a mítica cidade dos estudantes.  

Os blues são um estilo musical típico do sul dos Estados Unidos da América, com a sua origem em canções de trabalho afro-americanas e espirituais negros. Por isso neles inscreve-se uma certa tristeza que, como bem sabemos, não é estranha à alma lusitana. Talvez isso explique a forma indelével como o festival se inscreveu na tradição cultural de Coimbra, tendo um público fiel.

Organizado pelo Teatro Académico Gil Vicente, traz este ano nomes como Chino & The Big Bet, Martin Harley e Shirley King. A eles junta-se o projecto de Pedro Serra, conhecido no meio como Portuguese Pedro. Tudo isto são mais do que suficientes para rumar a Coimbra no próximo semana. E se a tristeza bater, nada como saborear um pastel de Tentúgal to chase the blues away

(Shilrley King)

Mais informações e compra de bilhetes junto do Teatro Académico Gil Vicente